Atos dos Três Nefitas 7:6 "Este projeto, vindo de Deus, requer primeiro que o povo possua a cidadania de Sião em seus corações, e este será o meio pelo qual o povo de Deus se mostrará apto e digno de viver em Sião, tendo um coração quebrantado e um espírito contrito diante do Senhor."
O Livro Selado de Moisés 5:35 "Porquanto, uma oração sincera, feita com um coração quebrantado e um espírito contrito, é suficiente para mover a mão d’Aquele que comanda todo o universo."
Palavras de Morôni 3: "E acontecerá que o Senhor Deus começará novamente sua obra entre todas as nações, tribos, línguas e povos, para efetuar nestes períodos de tempos, já antes determinados pelo Senhor, a plena restauração de todas as coisas, das quais, Deus falou por intermédio de seus servos, os profetas"
Atos dos Três Nefitas 14: 5 " Eis que a oliveira, simbolicamente representa o povo de Deus desde o princípio dos tempos, pois cresce e frutifica até mesmo em solos com pouca água e ainda que se corte ao sopé de seu tronco, ela tem a vitalidade de se regenerar novamente de suas raízes..."
AVISO LEGAL:

Este site NÃO é afiliado à Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, com sede em Salt Lake City, Utah, ou à Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, com sede em Burlington, Wisconsin.

© 2019 Projeto Sião

Discurso de Maurício A Berger na Terceira Conferência Mundial do Segundo Convite!

Foi dito que a vida é como um livro, no qual escrevemos uma página a cada dia e uma virgula a cada hora, nessa auto-biografia porém, não existe caneta que possa escrever o futuro tampouco borracha que possa apagar o passado, e obviamente, assim como tudo acaba um dia, em algum momento de nossa existência humana na Terra, Deus há de pegar sua caneta e escrever em nossa história o fim. E quando esse dia chegar então não haverá nada que possamos fazer. Foi por essa razão que o profeta Isaías disse “que devemos procurar a Deus enquanto Ele pode ser achado”, embora a Bíblia nos assegure que Ele não está longe de cada um de nós, contudo, enquanto você está lá, escrevendo sua história, Ele está aqui, clamando a ti “vinde a mim filho meu, filha minha, vinde a mim todos vós que estais cansados, sobrecarregados e fatigados, com o sistema opressivo do mundo lá fora, e eu os reanimarei.” Estas palavras, extraídas do texto de Mateus 11:28, deixam claro que Jesus está chamando você, está chamando a cada um de nós aqui hoje. Você consegue ouvir?

Aqueles que ouviram o chamado de Deus nos tempos bíblicos, a estes Deus tomou para si como propriedade especial, contudo, aqueles que atenderam ao Seu chamado, e aqui está a chave de toda questão, pois há uma diferença entre ouvir e atender. E aqueles que atenderam ao Seu chamado, a estes Deuteronômio 32:10 diz que Deus concebeu uma sebe em volta deles e os protegeu como a menina de Seu olho.

Você sabe o que é a menina do olho? É essa bolinha que fica no centro do globo ocular. Por acaso você já deixou alguém enfiar o dedo no centro do seu olho? É obvio que não! Primeiro porque dói, e dói muito, e segundo, porque mesmo que alguém tente, as pálpebras instintivamente se fecham, não permitindo que qualquer corpo estranho adentre o globo ocular. E se não bastasse isso, as mãos se movem rapidamente a fim de proteger o rosto, os olhos, custe o que custar. Você percebeu?

Deuteronômio 32:10 está a dizer que, se você for como a menina do olho do Senhor, então nada nem ninguém tocará em você, vou repetir, se Deus considerar você como a menina do Seu olho, então não importa quão grande sejam os teus problemas, não importa que tamanho sejam as tuas adversidades, porque assim como as pálpebras se fecham para proteger o olho humano, assim Deus irá revestir a sua vida de proteção. E se não bastasse isso, tamanha proteção de Sua parte, as mãos daquele que rege todo o universo, ainda irão proteger você, custe o que custar, contanto que você atenda ao Seu chamado. Chamado este que vem sendo propagado desde o princípio dos tempos, quando Deus, através de revelação ou mediante ministração de anjos, convocava profetas com a finalidade de chamar seu povo ao arrependimento, sempre antes de uma iminente catástrofe, assim como ocorreu nos dias de Noé, quando somente ele e sua família foram poupados do grande dilúvio. Você sabe por que né? Porque eles atenderam ao chamado de Deus em suas vidas.

Contudo, o chamado de Noé não era suficiente para os dias de Abraão e consequentemente o chamado de Abraão, não servia para Moisés libertar o povo hebreu do cativeiro do Egito. Razão pela qual a Bíblia foi sendo escrita de tempos em tempos, porquanto Deus, comissionava profetas em suas respectivas épocas, cada qual possuindo um chamado que correspondesse às dificuldades e exigências de suas próprias dispensações. Mas e hoje? É fato que não precisamos mais de revelação vinda dos céus, já que temos a Bíblia? Assim como atestam as muitas religiões cristãs muito a fora? Se isso fosse verdade, então a revelação dada a Noé para a construção da arca seria tão eficaz para a nossa salvação hoje tanto quanto foi para seus dias, ou então o comando de Deus para Abraão deixar sua terra seria tão necessário para nós hoje em dia, a ponto de sairmos mundo afora a procura de nossa própria terra prometida. Ou então, se vivêssemos a revelação dada a Moisés, estaríamos vivendo em tendas no deserto e adorando a Deus ao pé da montanha?

Não sejamos ingênuos!

É óbvio que as revelações do passado, embora sirvam de encorajamento para acreditarmos em Deus no presente, não tem serventia nenhuma para nos salvar da iminente catástrofe global e monetária que se aproxima rapidamente. Mas não se preocupem, a Biblia nos assegura que Deus não fará nada, contra a humanidade, sem antes avisar os seus servos os profetas.

E foi exatamente isso que principiou a ocorrer no dia 26 de março de 1820, quando Joseph Smith jr, com apenas 14 anos de idade, viu dois personagens cujo esplendor e glória desafiam qualquer descrição, ocasião na qual, Deus o comissionou para ser profeta para as nações, com a finalidade, é claro, de chamar o povo da Terra ao arrependimento, pela ultima vez, na plenitude dos tempos. Sua mensagem ganhou força 9 anos depois, quando em junho de 1829, Oliver Cowdery, David Whitmer e Martin Harris, juntamente com Joseph, deram seus nomes ao mundo como testemunhas oculares da aparição do anjo Moroni, o qual assim como profetizado em apocalipse 14:6, trazia em suas mãos um antigo registro compilado em placas de ouro, das quais Joseph Smith, pelo poder e dom de Deus, traduziu a parte que lhe coube, como sendo o Livro de Mórmon, o qual, juntamente com a Bíblia, formam as bases de nossa fé.

200 anos depois, e cá (aqui) estamos nós, revivendo ainda o primeiro chamado da plenitude dos tempos?

Sim e não!

“Sim”, porque temos o Livro de Mórmon como pedra fundamental de nossa religião, e “não” em decorrência dos muitos eventos que principiaram a ocorrer entre nós a partir do ano de 2007, de natureza puramente celestiais, período no qual, Joni Batista, Wagner Zeppenfeld e Valdeci Machado, juntamente comigo, contemplaram a presença desse ser ascensionado, revestido de luz, o qual se identificou pelo nome de Moroni, e que trazia novamente em suas mãos as placas de Mórmon, das quais eu, Maurício Berger, também pelo dom e poder de Deus, traduzi a parte que coube a mim, como sendo o Livro Selado, o qual não somente, é o alicerce seguro de nossa fé neste trabalho que estamos a efetuar hoje, mas também é o segundo e último chamado de Deus à humanidade na plenitude dos tempos.

Você consegue ouvir? Você está disposto a atender o Seu chamado?

Por fim, uma vez que a Bíblia nos assegura que Deus não muda, mas que é o mesmo ontem hoje e sempre, devo agora como profeta deixar meu discurso de lado e vos anunciar uma revelação que chega a mim da parte de Jesus Cristo que diz: “Bem aventurado sois vós, oh povo remanescente de minha Igreja, e vós que encabeçais esta que tendes por tão nobre causa, pois eis que meu dia está às portas e se aproxima rapidamente, quem pois poderá suportar o Dia de minha vinda? Quando então, eu, Jesus Cristo, desembainhar a minha espada sobre todos os habitantes da Terra, tendo a justiça qual armadura de batalha sob meus lombos, e a vingança gotejar de meus olhos, qual atos de julgamentos a derramarem-se sobre todas as nações, porquanto os alicerces da Terra serão abalados, e não haverá lugar seguro para onde se possa fugir, exceto em Sião e em suas moradas. Razão pela qual vos tenho encorajado a erigir a ordem unida, qual arca de Noé a vos salvar nos últimos Dias. Porquanto agora, vou dou a conhecer os nomes daqueles que vos revelei anteriormente, como sendo um Servo Davidico e Um Poderoso e Forte a suster os braços de meu servo Mauricio, na presidência de minha Igreja nesses últimos Dias. Assim como foi nos primórdios da restauração, quando eu o Senhor, nomeei e chamei, Sidnei Rigdon e Jesse Gause, como conselheiros de meu servo Joseph, a fim de estabelecerem entre meu povo a lei de consagração.

[Este versículo foi dado em inglês – veja a tradução em português abaixo do inglês]:

“Behold, I the Lord, will raise up, a leader for my People, in Utah, whose name is John Pratt, whom I have prepared since before the foundation of the world, to replace that one that behaves as Saul, in rejecting my prophet.

John is like David in my ways, small in front of the giant, but, I the Lord, chose him for grandness of his heart.

And, among them, I will raise up one man, which will be a Mighty and Strong in my work, whose name is Steve Woodby. Amen.”

“Eis que eu, o Senhor, levantarei um líder para meu povo em Utah, cujo nome é John Pratt, a quem preparei desde antes da fundação do mundo, para substituir aquele que se comporta como Saul, ao rejeitar meu profeta. John é como Davi em muitos aspectos, pequeno diante do gigante, mas eu, o Senhor, o escolhi pela grandeza de seu coração. E, entre eles, levantarei um homem, que será um Poderoso e Forte em meu trabalho, cujo nome é Steve Woodby. Amém.”

Obrigado.

pt Português
X