Arauto do Segundo Convite Volume 4 – Setembro de 2019

Artigo 1 - Setembro de 2019, Os sapatos de um Profeta (Depoimento de José Chávez), (Escrito por José Chávez)

Artigo 2 - Setembro de 2019, O Livro Selado Ainda Está Selado? (Escrito por Melva Cackler)

PortugueseHeraldWithFlame

Volume 4, Artigo 1 - Setembro de 2019 - (Escrito por José Chávez)


Os sapatos de um Profeta

(Depoimento de José Chávez)

Queridos irmãos e irmãs do mundo, é uma honra recebê-los em nome de Jesus Cristo e deste humilde, mas amoroso grupo de santos no Brasil, no qual, graças à vontade do Senhor, tenho a honra de pertencer.

Gostaria de contar uma história sobre como um refugiado venezuelano se tornou parte dessa comunidade de santos no sul do Brasil, uma história que, como você verá, não é apenas sobre mim, mas também sobre você, graças ao seu apoio a esta obra.

Meu nome é José Chávez, nasci na cidade de Maracaibo, na Venezuela, há quarenta e um anos, sendo abençoado com bons pais, bisneto de imigrantes sefarditas espanhóis, em um bom ambiente e com recursos suficientes para sobreviver e me preparar academicamente para enfrentar qualquer desafio na vida em um país normal. Pode-se dizer que, aos 19 anos de idade, eu era um jovem estudante universitário comum, mas com pouco interesse em questões espirituais e religiosas, um dia conheci alguns missionários SUD e o Livro de Mórmon chegou em minhas mãos, eu não tinha lido as escrituras, mas quando ele tinha em minhas mãos, algo que ele fez “click” em minha mente e em meu coração; então, seguindo a promessa de Morôni 10: 4-5 perguntei ao Senhor se o que estava lendo era verdade. Foi a primeira vez que senti o Espírito Santo com um sentimento de alegria e uma emoção muito forte começando naquele momento, meu caminho no evangelho restaurado.

Com o passar do tempo, encontrei doutrinas que não correspondiam à Bíblia ou ao Livro de Mórmon, então comecei a procurar informações na Internet e entrei em contato com irmãos de vários ramos da restauração nos Estados Unidos que responderam: minhas perguntas e eles me visitaram para me instruir no evangelho. Entre esses irmãos estavam os da conferência de ramos da restauração e o irmão Gary Metzger, a quem agradeço por me guiar nos meus primeiros passos na restauração. Ao mesmo tempo, familiares e amigos se reuniram para estudar as escrituras, criando um pequeno grupo na vizinhança em que eu morava; naquele momento, entramos em contato com a Igreja de Jesus Cristo na Pensilvânia, que começou a nos visitar com mais frequência, nos ensinou com muito amor e fé também administrando ordenanças e sacramentos. Com o passar do tempo, fui ordenado Élder da igreja com a autoridade do sacerdócio que vinha da linhagem de Sidney Rigdon. Também tive a oportunidade de assistir a uma conferência daquela igreja na cidade de Chicago, onde, para minha surpresa agradável, também havia o irmão Gary como convidado.

O tempo continuou a avançar e nosso grupo foi organizado, tivemos nossas reuniões sacramentais e um grupo de estudo que ainda estava crescendo, e minha família começou a crescer, pois agora eu tinha esposa e dois filhos. Infelizmente, começaram a ocorrer mudanças no meu belo país; o governo expropriou empresas e organizações, bloqueou a liberdade de troca monetária para que somente o governo pudesse trocar nossa moeda nacional por moeda estrangeira, o que fez com que empresas privadas fechassem e empresas estrangeiras deixassem o país deixando muito desempregados, estando eu entre essas pessoas. O mesmo governo assumiu o controle da distribuição de alimentos, colocando pessoas corruptas e inexperientes como gerentes de empresas estatais, o que causou uma escassez de alimentos em todos os estados, provocando uma fome em todo o país. Devido ao fechamento de empresas, a economia caiu e a moeda teve que ser desvalorizada todos os meses; portanto, os salários dos profissionais das universidades eram inferiores a US $ 30 por mês e o salário mínimo não chega a US $ 10, e é por isso que Milhares de pessoas começaram a protestar contra o governo, de 2014 até agora, mas como não tinham armas, os protestos foram com bandeiras e faixas, enquanto o governo enviou a guarda nacional e o exército para atirar nos manifestantes.

O bairro em que morávamos foi alvo de vários protestos, os militares chegaram atirando, independentemente do fato de que crianças, idosos e doentes viviam nos prédios, vimos como várias pessoas foram feridas e mortas, os que foram presos foram terrivelmente torturados para trair os líderes dos protestos para poder aprisioná-los.

Gradualmente, todo o resto se deteriorou, era impossível obter remédios, hospitais estavam saturados com pessoas às quais não podiam comparecer porque não tinham suprimentos médicos suficientes, muitas crianças e adultos doentes com câncer e outras doenças crônicas começaram a morrer porque não tinham tratamento, as pessoas que precisam de diálise deixaram de ser tratadas e muitas morreram.

A fome continua a avançar, de modo que a maioria das pessoas perdeu muito peso até ficarem esqueléticas, os pais não tinham como alimentar seus filhos, muitas pessoas começaram a comer do lixo nas ruas, o que também causou o aumento de crime e insegurança.

Milhões de pessoas começaram a fugir do país, principalmente através das fronteiras. De acordo com dados da UNESCO (Nações Unidas), mais de 4 milhões de venezuelanos fugiram para outros países, muitos deles em status de refugiados.

Os serviços públicos também faliram ao ponto de que em nossa cidade, Maracaibo, iniciamos um racionamento elétrico, por isso tínhamos eletricidade apenas 8 horas por dia, em um local onde é sempre verão e as temperaturas costumam exceder 40 graus centígrado

No meu caso, não tínhamos pensado em emigrar, mas, ao passar um tempo com meu salário de um mês, só conseguia comprar comida por três dias; nossa situação se deteriorou a ponto de poder comer apenas uma vez por dia; perdi mais de 60 quilos de peso e meu filho de 13 anos sofria de desnutrição. Nossa qualidade de vida continuou a piorar, tivemos que vender nosso carro para comer, então agora tivemos que caminhar longas distâncias, tivemos que atravessar a fronteira com a Colômbia para comprar comida e muitas vezes os militares venezuelanos participaram de nós do que poderíamos trazer, nunca mais poderíamos comprar roupas e nossas roupas e sapatos começaram a quebrar, deixando-nos muito pouca roupa para vestir. Era impossível comprar remédios; se ficássemos doentes, só poderíamos recorrer às nossas orações com fé. Nós nos sentimos como os escravos hebreus no Egito esperando que um Moisés nos levasse a Sião, foi o que pedimos todos os dias em nossas orações.

Enquanto todo esse infortúnio ocorreu e apesar dos erros que cometi como ser humano; Nossa fé restaurada ainda estava intacta, a maioria dos santos em nosso bairro já havia fugido do país, mas ainda estávamos estudando e buscando mais conhecimento.

Um dia, o irmão Gary (com quem eu sempre tive contato) me perguntou se eu tinha ouvido falar da Porção Selada do Livro de Mórmon, eu disse que sim, o que eu sabia era que Morôni havia sido enviado para incluí-lo nas placas, selaram a visão do irmão de Jarede e que ela seria revelada em um futuro, no entanto, foi incluída nos registros e Joseph Smith Jr foi instruído a não traduzi-la; o irmão me disse que ele já havia aparecido no Brasil e que ele viu as placas com seus próprios olhos. Ao ouvir isso, comecei imediatamente a investigar a porção selada e como ela apareceu no Brasil.

Procurando informações, encontrei a história do irmão Mauricio Berger e o testemunho dos irmãos Joni, Wagner e Valdecí; não havia me aprofundado muito em minha pesquisa, mas aconteceu o mesmo que quando peguei o Livro de Mórmon em minhas mãos; algo "clicou" em minha mente e em meu coração, de modo que imediatamente orei ao Senhor pedindo orientação e recebi a mesma resposta do Espírito Santo como um fogo vindo de dentro; então, naquele momento, soube que essa obra é verdadeira. Apesar de todos os inconvenientes que pouco a pouco estavam acabando com a expectativa de vida, eu me apeguei à minha fé em nosso Senhor, pois se vivêssemos, vivíamos por ele e se morríamos por ele morríamos, o importante é que a vontade dele seja cumprida. Eu tinha muitos desejos de vir ao Brasil e conhecer o irmão Mauricio, as testemunhas e todo o belo grupo de santos que pudemos ver nas informações na internet. Queríamos vir ao Brasil não apenas para escapar da horrenda realidade que vivíamos em nosso país, mas porque através do Espírito Santo senti que as coisas estavam acontecendo aqui como quando a Igreja foi restaurada em 1830, começamos a orar ao Pai Celestial para que um caminho se abriria e poderíamos ver pessoalmente tudo o que estava acontecendo. No fundo, eu sabia que o irmão Mauricio Berger é um profeta e que a verdadeira autoridade do sacerdócio estava sendo organizada; não conseguia parar de pensar em tudo o que estava acontecendo, no ministério de anjos e na parcela selada.

Quando parecia que a esperança estava mais distante, o Senhor apresentou a oportunidade para meu filho José Ángel e eu nos encontrarmos com irmãos da conferência do ramo em São Paulo, Brasil; minha esposa me disse que deveríamos fazer o possível para cumprir nosso desejo de encontrar os irmãos em Palhoça, e que ela poderia ficar e resistir por mais um tempo, esperando ver a vontade do Senhor, pois se Ele quisesse que saíssemos, daria a via.

Para deixar o país com meu filho de 13 anos, minha esposa teve que atravessar a fronteira colombiana conosco a pé, para que não houvesse problema em levar a criança para fora do país sem uma permissão especial do governo, então ela teve que voltar para a Venezuela sozinha da mesma maneira.

Pegamos um avião de Riohacha, no norte da Colômbia, para Bogotá e depois entramos no Brasil pela cidade de São Paulo, onde passamos 4 dias compartilhando com os irmãos da conferência até quinta-feira, 1º de agosto, quando decidimos pegar um ônibus para Florianópolis.

Dias atrás, entramos em contato com o irmão Valdeci Machado, que estava sempre disposto a nos receber; De fato, ele foi nos procurar no terminal rodoviário e nos deu carinhosamente alojamento em sua casa.

A emoção não podia ser maior, conheceríamos o trabalho com nossos próprios olhos e também tivemos a oportunidade de conhecer o Profeta, as testemunhas e todos os santos em Palhoça, naquele mesmo dia da noite, o irmão Valdeci me deu uma cópia do O Livro Selado (...) e eu tivemos a oportunidade de começar a lê-lo pela primeira vez.

No dia seguinte, pela manhã, fomos a uma reunião no núcleo do estudo do Livro Selado, senti como se estivesse chegando em Kirtland quando irmãos de outras cidades e países vieram conhecer os santos. Com grande alegria, fomos capazes de cumprimentar e abraçar as testemunhas e membros do sacerdócio; Era como se eu já os conhecesse, também fomos recebidos com alegria e amor. Então o irmão Mauricio chegou e eu não tinha ideia do que dizer a um profeta, senti uma forte energia nele e disse-lhe "é uma honra encontrar um profeta", para o qual ele sorriu e com muita humildade me disse para chamá-lo pelo nome, que nosso único líder é Jesus Cristo e que devemos servi-lo.

Depois de contar a situação aos nossos irmãos, eles nos disseram que não deveríamos nos preocupar porque iriam nos ajudar e imediatamente se ofereceram para nos localizar em uma nova casa e começaram a procurar opções de aluguel, pois chegamos no inverno e não tínhamos muita roupa; os irmãos e irmãs reuniram roupas e cobertores para que pudéssemos suportar o frio.

Logo depois que eles conseguiram um apartamento próximo ao de um irmão, para quem nos mudamos, eles também recolheram comida e compraram tudo o que precisávamos para poder comer por um tempo, enquanto conseguiam uma passagem para minha esposa deixar a Venezuela na Colômbia e poderia vir ao Brasil, onde graças a Deus e aos irmãos estamos juntos novamente, nunca na minha vida eu vi um grupo de santos agir com tanto amor e trabalhar tão juntos para ajudar outras pessoas, eles são uma grande família para a qual Temos orgulho de pertencer. Não há palavras que possam agradecer a todos os seus atos nobres.

O irmão Mauricio me disse que há quatro meses ele teve uma revelação de que um estrangeiro iria trabalhar na obra, para mim foi uma grande honra e uma grande bênção poder começar a trabalhar na obra do Senhor com esses nobres santos, em Palhoça. Quando estávamos nos preparando para uma atividade missionária e o irmão Maurício olhou para meus sapatos (eles eram os únicos que tinham e estavam cheios de buracos nas solas para tanto caminhar), ele disse aos irmãos que precisamos de outros sapatos para o irmão José , eles me perguntaram o tamanho, mas como no Brasil os tamanhos são diferentes dos da Venezuela; Como eu não sabia dizer exatamente o que era, o irmão tirou um de seus sapatos e me pediu para experimentá-lo, visto que me restava, ele tirou o outro sapato e insistiu em que eu calçasse, disse a ele que não poderia deixá-lo sem sapatos, então ele pegou os meus e os colocou. Naquela época, eu disse brincando: "Eu nunca estive

nos sapatos de um profeta" e ele respondeu sorrindo: "é bom estar no sapatos de um missionário".

vol4.img.1

Trabalhando na obra que senti diariamente o Espírito Santo, ouvi testemunhos de curas pela imposição de mãos. Coisas maravilhosas acontecem em nossas reuniões e às vezes você vê as luzes dos Anjos ao redor da Montanha Cambirela, nas proximidades do ‘Núcleo de Estudo da Parcela Selada do Livro de mórmon”, confirmando que ele é o mesmo Senhor que está encarregado de sua obra e deste segundo convite.

A atividade missionária é intensa, não apenas levando o evangelho restaurado às centenas de buscadores que nos contatam, mas também às pessoas nas ruas, mas também ajuda humanitária às pessoas mais necessitadas; os santos trabalham arduamente para levar comida, cobertores e o amor de Deus para aqueles que mais precisam, lares para crianças, lares para idosos, famílias vulneráveis e pessoas doentes. A atividade não para em nenhum dia da semana para ajudar no que temos para as pessoas que mais precisam

vol4.img.2

Nas últimas duas semanas, há dois casos que me impactaram particularmente, pois são duas famílias que também chegaram da Venezuela, uma delas a família do irmão Jackson, que era militar e não seguiu ordens para atirar em seu próprio povo, Ele fugiu com sua família ao longo da fronteira e veio primeiro para o norte do Brasil, de onde eles conseguiram se mudar para cá, seis adultos (incluindo sua mãe com deficiência física em um pé) e três crianças pequenas, incluindo um bebê com alguns meses de idade. Jackson conseguiu um emprego em um posto de gasolina e trabalha duro para ajudar a sustentar seu grupo familiar. O irmão Joni o encontrou no posto de gasolina e começamos a visitá-lo para levar o evangelho e também uma cesta básica (que preparamos para os necessitados), agora eles estão recebendo aulas e estão muito interessados em conhecer a obra deste segundo convite, também os consideramos parte dessa família de santos.

Na semana passada, conhecemos outra família de venezuelanos, Alejandro, sua esposa Rocelys (que está grávida) e seus dois filhos Brian e Justin, que apesar da situação, estão sempre felizes. Eles moravam na ilha de Florianópolis, em uma pequena cidade onde não tinham muitas fontes de trabalho, já tinham mais de um mês sem emprego e nada para comer, não podiam pagar por eletricidade e tinham três semanas sem eletricidade, filhos comiam uma vez por dia na escola em que estudavam e seus pais estavam completamente desesperados, ouvindo isso, o irmão Mauricio e o irmão Joni foram ver a situação com a intenção de ajudá-los com uma cesta básica de alimentos, pagando a conta de luz e os meses devidos de aluguel. Ficamos surpresos ao ver as terríveis condições do local onde moravam e o custo do aluguel, onde o dono do local claramente se aproveitou deles; vendo isso, o irmão Mauricio nos pediu para ajudá-los a encontrar um lugar melhor para morar e um emprego decente para Alejandro; fomos procurálos e todas as suas coisas para levá-los provisoriamente à casa do irmão Maurício, enquanto encontramos um apartamento alugado e Alejandro começa a trabalhar inicialmente na fábrica do irmão Valdeci. Como sempre, com a intenção de ajudar as pessoas que mais precisam com o que está ao nosso alcance.

vol4.img.3
vol4.img.4

Nos dias anteriores, também pude ver como os alimentos eram coletados e levados para um centro infantil em uma comunidade muito pobre, onde, além de alimentá-los, recebem atividades educacionais e culturais, muitas vezes os santos gostariam de fazer mais do que estão fazendo, então pedimos ao Pai Celestial que possamos levar o evangelho restaurado deste segundo convite, bem como ajudar muito mais pessoas.

vol4.img.5

Por meio de redes sociais e serviços de mensagens eletrônicas, muitas pessoas em todo o país começaram a fazer perguntas sobre o Livro Selado (...) e muitas pediram para serem batizadas. Esperamos que um grande número de pessoas possa receber seu batismo durante a conferência em novembro e a partir desse momento, novos núcleos de estudos serão abertos em várias cidades do Brasil.

Quero agradecer a todos que estão lendo essas palavras, porque sem a sua ajuda e apoio não seria possível realizar essas atividades missionárias e humanitárias, peço ao Senhor que os abençoe e permita que continue apoiando Sua obra.

Todos os dias agradeço ao Pai Eterno por nos ter abençoado tanto, por nos permitir estar aqui com esta grande família de santos, por nos permitir ajudar as pessoas necessitadas, por nos permitir fazer parte desta obra do segundo convite, para desfrutar da imensa honra de viver dias históricos desta dispensação e por me permitir andar nos sapatos de um profeta no caminho para Sião; nossa esperança e nosso projeto!!

Seu irmão em Cristo,

José Chávez Hernández

PortugueseHeraldBanner

Volume 4, Artigo 2 - Setembro de 2019 (Escrito por Melva Cackler)


O Livro Selado Ainda Está Selado?

Em 4 de março de 2018, na presença de onze testemunhas, a primeira parte do Livro de Mórmon selado foi desbloqueada por Mauricio Berger! Todos ficaram surpresos ao descobrir que havia duas seções separadas na parte selada - com a maioria restante selada. Testemunhas desse evento extraordinário contavam 42 páginas na parte não lacrada. Mas dessas 42 placas, apenas 19 seriam traduzidas.

É muito importante entender por que apenas 19 placas foram autorizadas a serem traduzidas no momento. No prefácio do irmão Mauricio ao Livro de Mórmon Selado, ele enfatiza que as 23 placas restantes não serão reveladas até que "o povo da igreja esteja vivendo de acordo com esses primeiros ensinamentos revelados". A partir da mensagem revelada nas 19 placas iniciais, podemos aprender a viver em Sião. É através da fé que aprendemos linha após linha e preceito sobre preceito até que todas as coisas sejam cumpridas.

Além das 23 placas não traduzidas, há muitos lugares no Livro de Mórmon Selado em que as informações foram excluídas. Nos foi negado o acesso a uma maior compreensão espiritual em mais de 50 lugares neste livro sagrado recentemente traduzido! As informações ausentes são indicadas por um traço. Um exemplo está na página 21, versículo 23, nas “Palavras de Morôni” e no meio de uma frase! O último traço é entre duas frases no final de “Atos dos Três Nefitas” na página 246 no Capítulo 14, versículo 59.

No início das leituras durante o Primeiro Grupo de Estudo, eu estava sendo distraído por essas características. As pequenas linhas pareciam "erros de formatação"! No entanto, uma vez que entendi sua importância, eles assumiram um personagem completamente novo. Eles são como "milagres de advertência" - não estamos espiritualmente preparados para essa informação! Semelhante à situação com as 23 placas não traduzidas, Deus em Sua misericórdia nos poupou de sermos responsáveis ​​por essa luz adicional.

Uma fonte inesperada, mas adicional de conhecimento, são as referências - todas as referências foram obtidas através dos Seer Stones! O irmão Mauricio diz (em uma declaração por e-mail traduzida do português): “As pedras me permitiram ter as imagens que apareceram nos meus olhos enquanto eu traduzia as referências do livro. Essas referências sempre correspondiam ao conteúdo das escrituras que eu tinha em mente no SUD. Já os textos da versão [inspirada] da Bíblia e do livro de Tobias foram projetados para mim em outro canto da minha mente como informações que eu não conhecia. "

Muitas pessoas no Movimento de Restauração estavam ansiosas para ler esta parte recém-traduzida do livro selado. No entanto, existem muitos relatos de santos que estão extremamente decepcionados com o que leram. Até as pessoas que acreditaram nos relatos do Brasil e nos depoimentos das onze testemunhas leram partes ou mesmo o livro inteiro e ficaram desapontadas. Eles fizeram comentários como: não há nada para justificar o selamento do livro; é apenas uma repetição de outras escrituras; isso contradiz as escrituras que já temos, etc.

Como isso pode acontecer? Muitas outras pessoas lêem o livro e se maravilham com a mensagem e o insight que ele contém! Somos aconselhados a abordar a leitura deste livro sagrado com a preparação através da oração e buscar a luz e a compreensão do Senhor. Assim como não devemos nos apressar na presença do Senhor, devemos dar tempo para nos prepararmos para a leitura de Sua palavra.

Há uma tendência a desconsiderar informações na matéria de frente dos livros! Mas, por favor, dedique um tempo para estudar as palavras que o tradutor escreveu no prefácio. Junto com explicações de aspectos únicos desta tradução, você encontrará um desafio semelhante ao do Livro de Mórmon: E se perguntardes com um coração sincero, com real intenção, tendo fé em Cristo, ele vos manifestará a verdade delas pelo poder do Espírito Santo; e pelo poder do Espírito Santo, conhecereis a verdade de todas as coisas ” (Morôni 10:5).

Então, de uma maneira muito real, O Livro Lacrado de Mórmon ainda está selado! Acredito que as reações variadas e opostas de tantas pessoas realmente provam a validade dessa afirmação. Acredito que as reações variadas e opostas de tantas pessoas realmente provam a validade dessa afirmação. As verdades e mistérios de Deus contidos neste livro sagrado não estão prontamente disponíveis para todas as pessoas. Essas verdades e mistérios só podem ser abertos para a compreensão de nossos corações e mentes através da preparação espiritual, nossa fé no poder de Deus e nossa aceitação do incrível poder de Deus. Que possamos sempre nos dar tempo suficiente para nos preparar - para que possamos entender melhor a luz e os mistérios de nosso Deus que estão ocultos - ou selados - dentro neste registro sagrado.

Algumas escrituras que apóiam nosso desejo e nossa necessidade de entender os mistérios de Deus que estão contidos nos registros sagrados:

Atos dos Três Nefitas1:5-7

Alma 26:22

■ II Nefi:26:17

E, portanto, aquele que endurecer o coração receberá a parte menor da palavra; e o que não endurecer o coração, a ele será dada a parte maior da palavra, até que lhe seja dado conhecer os mistérios de Deus, até que os conheça na sua plenitude. E aos que endurecerem o coração será dada a menor parte da palavra, até que nada saibam a respeito de seus mistérios; e serão então escravizados pelo diabo e levados por sua vontade à destruição. Ora, é isto o que significam as correntes do inferno.  Alma 12:10-11

And he said, Unto you it is given to know the mysteries of the kingdom of God; but to others in parables; that seeing they might not see, and hearing they might not understand.  Luke 8:10

E ele disse: A vós é dado conhecer os mistérios do reino de Deus, mas aos outros, por parábolas, para que, vendo, não vejam, e ouvindo, não entendam.  Lucas 8:10

Mas eis que, se despertardes e exercitardes as vossas faculdades, pondo à prova as minhas palavras, e exercerdes uma partícula de fé, sim, mesmo que não tenhais mais que o adesejo de acreditar, deixai que esse desejo opere em vós, até acreditardes de tal forma que possais dar lugar a uma porção das minhas palavras.  Alma 32:27

■ Alma 26:22

Eis que tens um dom e abençoado és por causa de teu dom. Lembra-te de que ele é asagrado e que vem do alto — E se aperguntares, conhecerás bmistérios que são grandes e maravilhosos….  Doutrina e Convênios 6:10-11

… pois não ordenei que viésseis aqui para bouvir levianamente as palavras que direi, mas para que me cescuteis e abrais os ouvidos para ouvir e o dcoração para entender e vossa emente para que os fmistérios de Deus vos sejam revelados.  Mosias 2:9

■ Mosias 8:19

E eu disse-lhe: Senhor, os gentios farão zombaria destas coisas, em virtude de nossa adeficiência na escrita; pois, Senhor, tu nos fizeste poderosos na palavra pela fé, mas não nos fizeste bpoderosos na escrita….  Éter 12:23

E se os homens vierem a mim, mostrar-lhes-ei sua afraqueza. E bdou a fraqueza aos homens a fim de que sejam humildes; e minha cgraça basta a todos os que se dhumilham perante mim; porque caso se humilhem perante mim e tenham fé em mim, então farei com que as ecoisas fracas se tornem fortes para eles.

    Eis que mostrarei aos gentios sua fraqueza e mostrar-lhes-ei que afé, esperança e caridade conduzem a mim — a fonte de toda retidão.

    E eu, Morôni, tendo ouvido estas palavras, senti-me confortado e disse: Ó Senhor, seja feita a tua justa vontade, pois sei que ages para com os filhos dos homens de acordo com sua fé.

    Pois o irmão de Jarede disse à montanha Zerim: aMove-te! e ela foi movida. E se ele não tivesse tido fé, ela não se teria movido; portanto, tu ages depois que os homens têm fé.

    Pois assim te manifestaste a teus discípulos; porque depois que eles tiveram afé e falaram em teu nome, tu te mostraste a eles com grande poder.  Éter 12:27-31

... e se perguntardes com um ccoração sincero e com dreal intenção, tendo efé em Cristo, ele vos fmanifestará a gverdade delas pelo poder do Espírito Santo.

E pelo poder do Espírito Santo podeis asaber a bverdade de todas as coisas.

E tudo o que é bom, é justo e verdadeiro; portanto, nada que é bom nega o Cristo, mas reconhece que ele é.  Morôni 10:4-6

pt Português
X