Revelação recebida entre os dias 19 a 27 de março de 2020

Revelação recebida entre os dias 19 a 27 de março de 2020

As palavras de Cristo através do Profeta e Vidente, Maurício A Berger

1. Eis que eu sou Jesus Cristo, o Filho unigênito do Pai, atentai pois, para estas minhas palavras, as quais vos revelo por intermédio de meu servo escolhido, a quem chamei e designei nestes últimos dias para vos revelar as palavras do registro selado das placas de Mórmon, como sendo um testemunho para o mundo, de que Jesus Cristo é vosso Redentor; e é através da graça de Deus, o Pai, que tendes o privilégio de prestar esse testemunho ao mundo, de que meu povo não recebeu sua mensagem quando este registro foi revelado entre os filhos dos homens, porque eles, mesmo que vendo, não percebem a luz; pois eis que o coração deste povo está embotado de orgulho; seus ouvidos estão surdos por causa da vaidade que há em seus corações e eles fecharam os olhos por prepotência espiritual.

2. O que aumenta ainda mais minha tristeza, porquanto Minhas entranhas estão cheias de dor, é que meu povo menospreza a palavra de Deus, o Pai, no que diz respeito as profecias que haveriam de servir de sinal quando estas coisas começassem a ocorrer entre eles; seja na Bíblia, no Livro de Mórmon ou no Livro de Doutrina e Convênios.

3. E agora, eis que em verdade, em verdade vos digo, a vós que dizeis ser membros de minha igreja, que venhais a conhecer a verdade desses antigos registros, que por mim, foram preservados para um sábio propósito futuro, para que afugenteis as trevas do meio de vós e para que este registro que agora vos chega, juntamente com aqueles a quem foram dados estes mandamentos, tenham poder para tirar minha igreja da obscuridade e das trevas, para que meu nome não seja profanado entre vós e para que o sangue de meus ungidos, que fora derramado na cadeia de Carthage e de todos os pioneiros que morreram nos primórdios da restauração, não seja requerido de vossas mãos, assim como eu requeri o sangue de todos os antigos profetas das mãos de meu povo, Israel, por virarem as costas aos profetas que lhes enviei ao longo dos tempos que por mim foram pré-determinados, rejeitando assim como meu povo faz na atualidade, a minha voz no que diz respeito aos assuntos que eu me proponho revelar a eles através de meus servos, os profetas.

4. Contudo, aqueles que verdadeiramente crerem neste registro selado não serão confundidos, e saberão que Deus está no meio deles, pois os livrará da peste repentina que varre a Terra, e isso também nos últimos dias, porquanto permanecerá sobre a Terra, pois será o princípio das dores que vos chega como uma doença desoladora — e os gemidos dos pais encherão a Terra por causa da fome que sobrevirá a seus pequeninos mediante a calamidade que vos chega como que uma praga de gafanhotos, a qual, consumirá os recursos das nações e, eis que, no decorrer desses dias, um forte vento de animosidade entre vossos líderes nacionais varrerá os quatro cantos da Terra, fazendo despontar entre eles — um homem sentado no lombo de um cavalo vermelho; o qual terá poder e autoridade para tirar a paz dentre os filhos dos homens, porquanto uma aliança entre dois reis, excederá o limites das nações e irá adiante até os confins da Terra.

5. Oh! Filhos obstinados! Se ao menos meu povo desse ouvidos às minhas palavras de outrora, assim como dantes vos foi predito por mim, Jesus Cristo, quando por intermédio de meu servo Joseph vos disse: “Escutai, ó povo de minha igreja, a quem foi dado o Reino; escutai e dai ouvidos àquele que estabeleceu os fundamentos da Terra, que fez os céus e todas as suas hostes, e por quem foram feitas todas as coisas. Escutai a minha voz, para que a morte não vos surpreenda na hora que menos esperais, ao findar da colheita, quando minha obra estará terminada.

6. Ouça, portanto, aquele que é vosso advogado junto ao Pai, o qual está pleiteando vossa causa perante ele — Escutai a minha voz durante o tempo que se chama hoje; e não endureçais o coração; pois em verdade vos digo que eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, a luz e a vida do mundo — uma luz que resplandece nas trevas e as trevas não a compreendem, porquanto vim aos meus e os meus não me receberam; mas a todos os que me receberam dei poder para realizar muitos milagres e para se tornarem em filhos de Deus; e aos que creram em meu nome, dei poder para alcançarem a vida eterna.

7. E assim também mandei ao mundo meu eterno convênio, que é o Livro Selado dos registros de Mórmon, para ser uma luz para o mundo, para ser um modelo para meu povo e para que os gentios o procurem; e para ser um mensageiro diante de minha face e preparar o caminho diante de mim.

8. E, eis que eu arrazoarei com aquele que vier conhecer as palavras deste livro, como fiz com os homens em dias passados; e mostrar-vos-ei meu forte argumento e mostrá-lo-ei claramente, como a meus discípulos o mostrei quando estive diante deles na carne e falei-lhes, dizendo que desolação virá sobre eles e isto vos disse concernente a Jerusalém; e quando vier aquele dia, um remanescente será disperso entre todas as nações; mas serão reunidos outra vez; contudo, permanecerão até que os tempos dos gentios se cumpram e, naqueles dias toda a Terra estará em comoção e o coração dos homens falhará e a iniquidade se tornará abundante entre eles nessa geração, sendo que se cumprirá nesses dias o tempo dos gentios, porquanto, haverá homens nessa geração que não passarão até que vejam essa praga terrível que vos será como que gafanhotos consumindo suas lavouras; pois uma doença desoladora cobrirá a Terra e a consequência advinda dela, será calamidade para aqueles que não escutam a minha voz.

9. Mas se os meus discípulos permanecerem em lugares santos, não serão movidos de sua fé; mas, entre os iníquos, homens levantarão a voz e amaldiçoarão a obra de Deus e estes, morrerão. Haverá ainda, terremotos em diversos lugares e muitas desolações que advirão após essas primeiras coisas ocorrerem; e ainda assim os homens endurecerão o coração contra minha obra e levantarão acusações contra meus ungidos.

10. Mas quanto a vós, que sois meus, não vos perturbeis, porque, quando todas estas coisas acontecerem, sabereis que as promessas que vos foram feitas serão cumpridas, pois, quando começar a raiar a luz, ou seja, quando meu povo se voltar para ver o que está escrito neste antigo registro que vos fora revelado das placas seladas de Mórmon, eis que será para eles como a parábola do viajante, que ao sair antes do alvorecer não pode ver nada em seu caminho por causa da escuridão, até que o sol desponte no horizonte e, conforme ele vai surgindo, passa a eliminar as sombras que confundem sua visão até que o sol alcance a sua plenitude no céu, quando então não haverá mais sombras no caminho do viajante. Assim é com a chegada da plenitude de meu evangelho entre os filhos dos homens, só permanecerá em trevas, aqueles que não querem ver a luz que desponta sobre eles.”–

11. E quem, dentre meu povo, pode afirmar que jamais teve acesso ou obteve conhecimento desse registro?

12. Uma vez que seu surgimento entre os filhos dos homens foi amplamente divulgado pelos telhados das casas, cuja ondas que por mim, Jesus Cristo, foram criadas desde o princípio de todos os tempos, as quais se expandem dos campos magnéticos da Terra e se propagam no espaço, por cujas partículas transbordam por todo lugar, as quais vos permite fazer uso ao que compreendem como internet, mas que nada mais é, além do meu poder, que está em todas as coisas e em todo lugar e tudo preenche, porquanto vos fora revelado em tempos de outrora, que quando surgisse entre os filhos dos homens as palavras do livro que estavam seladas, que seriam lidas nos telhados das casas, e seriam lidas pelo poder de Cristo. – Como então podeis afirmar que não tendes conhecimento deste registro?

13. Quem de antemão profetizou e fez isso, chamando as nações para ver que meu povo, outra vez, se aproxima de mim com seus lábios e com sua boca me honra, mas que seus corações estão longe de mim, o Senhor?

14. Eu mesmo o fiz, para que meu povo saiba que não estou no meio deles e que seu sacerdócio não terá vigor algum quando a praga de gafanhotos e a doença desoladora chegar sobre eles na terra de sua herança, quando borrascas, vendavais e terremotos derrubar os seus templos, assim como fiz com o templo de Nauvoo, que fora profanado após a morte de meu servo, Joseph Smith Jr.

15. Julgai vós mesmos, se em razão de vossa desobediência aos mandamentos e profecias que vos dei no passado, no que diz respeito ao surgimento desse registro que agora fora revelado entre vós, os quais meu povo persiste em tratar com leviandade desde sua publicação entre os homens, se não era apropriado que eu, aquele que sara as feridas de meu povo, enviasse a vós um sinal avassalador?

16. E isso, faço em razão de a vossa debilitada saúde espiritual, porquanto houver soberba em vossos corações, ao afirmar que sois espiritualmente saudáveis, quando na verdade essa endemia espiritual vos toma por completo, qual vírus a se espalhar entre o povo de minha igreja nesses últimos dias e que vos aniquilará e dizimará espiritualmente, se não derem ouvidos a voz do seu redentor, ao se recusarem a ler as palavras desse antigo registro selado que vos chega agora como cura para as nações.

17. Eis que Eu sou o primeiro e o último; Eu que vos falo por meio dessa revelação, sou Jesus Cristo, o filho Unigênito do Pai, e como vos disse em tempos passados, quando a coisa que causa desolação cercar Jerusalém, saibam que está próximo o tempo da grande tribulação e, assim como os Romanos recuaram por um tempo após seu cerco sobre meu povo escolhido naqueles dias, usem de discernimento quando a coisa desoladora que vos cerca aparentemente recuar, pois assim como as legiões de soldados Romanos voltaram para dizimar a cidade santa, assim vos sobrevirá a repentina destruição, caso meu povo não atente para estas minhas palavras que agora vos chegam por intermédio de meu servo Maurício Berger.

18. Ou seja, um ano se passou e, outra vez, meu povo fora vagaroso em atender à voz do Senhor seu Deus; porquanto eu, o Senhor seu Deus, serei vagaroso em atender as suas orações no dia de suas tribulações;

19. E, eis que, quando clamares a Mim, o Senhor, o vento levará todas as suas palavras embora; pois a vaidade em seus corações os carregará como uma enxurrada e nada de seu orgulho e prepotência se aproveitará no dia da calamidade que rapidamente se achega sobre vós, mas aquele que confia em mim e se apega as minhas palavras, estes possuirão a Terra e herdarão meu santo monte, Sião.

20. Até quando, porém, no dia de sua paz, o meu povo tratará com leviandade os meus conselhos? Não sabeis vós que pela boca de duas ou três testemunhas meu povo estaria sob obrigação de averiguar os fatos para ver se não há verdade no que se está sendo apresentado a vós como sendo mais de minhas palavras?

21. Desta vez, porém, diferente do que fora requerido de meu servo Joseph nos primórdios da restauração, eu, o Senhor, requeri de meu servo escolhido, que hoje vós o conheceis por Maurício Artur Berger, que convocasse suas testemunhas antes mesmo da tradução ocorrer, para que estes testificassem a respeito da veracidade das placas, porquanto eu, o Senhor, em minha onisciente sabedoria, previa que, em razão de seus divergentes preceitos e interesses pessoais, cada qual tomaria rumos diferentes após a tradução.

22. Contudo, nada pode anular da história deste segundo convite, aquele momento sublime, em que, conjuntamente, as oito testemunhas originais atestaram ao mundo, mediante a confirmação do Espirito Santo que se derramou sobre eles nessa sublime ocasião, que as placas são autênticas, enquanto elevaram suas vozes em um só coração a mim, Jesus Cristo, assim como deveria ser meu povo na plenitude dos tempos; unos de coração, ao cantarem “sing alleluia to the lord”.

23. Onde estão agora as suas testemunhas? Não importa! O que importa, é que meu servo escolhido seguiu o padrão exigido por mim, o Senhor, tal como consta em vossas sagradas escrituras. Mas, e vós, que dizeis ser meu povo nestes últimos dias, porque não fazeis o mesmo?

24. Por que não tendes por padrão averiguar os fatos assim como vos é requerido em vossas escrituras? Até quando terei de chamar-vos ao arrependimento por causa de vossa dura cerviz?

25. Contudo, meu povo em nada se detém ao escutar a voz forjada daqueles que conspiram sem causa alguma contra meu ungido, em dar ouvidos a voz de traidores iníquos que se infiltraram em seu meio e que dentre meus escolhidos se levantaram para vos enganar, enquanto os fatos, juntamente com as testemunhas dos artefatos, apresentados por meu servo, Maurício, não poderia jamais, de acordo com a lei dos homens, ser rejeitado por nenhum tribunal da Terra, visto que há tantas testemunhas fidedignas neste ocorrido, mais do que a própria lei dos homens exige, para atestar como verdadeiro qualquer fato que se apresente nos tribunais humanos.

26. Então, quanto mais não seria verdadeiro este evento apresentado por este homem que conheceis por Maurício Berger? O qual, mediante a palavra divina de vossas escrituras, seguiu o padrão estipulado por mim, o Senhor, que sou seu advogado junto ao Pai, o Juiz de toda a Terra, no que concerne ao surgimento desses registros entre os filhos dos homens, que o mesmo seria mostrado pelo poder e dom de Deus a três testemunhas e, além destes, a quanto mais eram necessários para trazer à luz esta obra.

27. Apesar disso, da recusa de meu povo em ver a luz procedente desse registro em meio as trevas que se encontra as igrejas da restauração, minhas entranhas estão cheias de compaixão para que neles que se cumpra o que por mim fora dito quando estes dias chegassem, que eu não os expulsaria totalmente no dia de minha ira, mas lembrar-me-ia da misericórdia.

28. Eis que vos digo, portanto, assim como disse ao meu povo em tempos passados, que em razão dos muitos espíritos falsos que saíram pela Terra enganando o mundo, após a tradução deste antigo registro pela mão de meu servo, Maurício, eis que aqueles que professam ser minha igreja nesses últimos dias, que se desviaram de meus propósitos e, embora se aproximam de mim com a boca e com seus lábios me honram dentro paredes de suas igrejas, mas novamente afastaram de mim os seus corações em apego aos preceitos dos homens, porquanto há de se cumprir em vós e na vossa geração aquilo que por mim fora dito a Jeremias, que vos darei pastores segundo o meu coração, os quais vos apascentarão de acordo com a minha vontade e eles os alimentarão com o verdadeiro conhecimento de minha palavra, porquanto ajuntarei, dentre todas as nações, um povo santo para mim, o Senhor, e vos tomarei dentre os santos dos últimos dias para os conduzir ao entendimento correto de minha vontade, no que concerne a lei da consagração, para que este povo, que será um povo remanescente da restauração de meu evangelho, nunca mais ande segundo a obstinação e os preceitos dos homens.

29. Sim! Um ano se passou desde que a parcela selada de meu evangelho foi revelada a vós e, contudo, não houve uma só alma entre aqueles que professam ser minha igreja reestruturada pela mão de meu servo, Joseph Fredrick Smith, que eu, Jesus Cristo, possa dizer que verdadeiramente se converteu aos preceitos que vos foi revelado com a chegada deste registro, porquanto não foram capaz de vivenciar bons sentimentos mediante uma ordem unida, assim como requerido por mim, o Senhor, através de meu anjo, Moroni.

30. Não digo isso para destruir aquilo que sois, mas para edificar corretamente o que tendes em Holdem, ao cumprires as palavras que eu, Jesus Cristo, revelei recentemente ao meu servo, Joseph Fredrick Smith, no que diz respeito a igreja que ele reestruturou ao meu nome com a junção das congregações que hoje comportam sua pequena estrutura na terra da Nova Jerusalém, porquanto lhes disse nessa revelação, que eles conjuntamente não deram ouvidos ao meu servo escolhido e, por rejeitarem aquele a quem lhes enviei, eles devem conjuntamente se arrepender para que possais ser contados dignos de ser minha igreja na estaca central de Sião, pois somente aqueles que se arrependem e vem a mim, Jesus Cristo, são minha igreja, formada não por paredes de tijolos e argamassa, rebocados por mãos humanas e seu preceitos pessoais, mas por pedras vivas esculpidas pela minha palavra revelada, assim como faz o pedreiro com pedras brutas extraídas da pedreira, que depois de lapidadas e polidas, são encaixadas uma na outra com perfeita simetria e unidade; afim de erigir uma igreja viva, que atenda ao chamado desse segundo convite na terra que lhes designei.

31. Contudo, eis que eu, o Senhor, suscitarei um líder para meu povo, sim, um servo Davídico, que reconhecerá a autoridade de meu servo Maurício e a veracidade do Livro Selado, porquanto meu servo Maurício o ungirá, assim como Samuel ungiu Davi, para dirigir meu povo em Utah sob a tutela de meu profeta e, entre eles, Eu suscitarei um – o qual será um poderoso e forte em minha casa, porquanto eu, o Senhor o esculpirei devido aos preceitos de homens que há em seu coração e o polirei para que se desapegue de seus leitos de marfim, assim como estavam agarrados os líderes de Israel nos dias em que lhes enviei Amós, mas que eles o rejeitaram por causa de suas riquezas, e juntos, os encaixarei em um vínculo perfeito de união, quais colunas vivas no templo espiritual que estou a erigir com verdadeiros adoradores a quem o Pai está a procura, para que assim o adorem, em espírito e verdade, mediante o surgimento da escola dos profetas, a qual estou a restituir pela mão de meu servo, escolhido, afim de comportar com seus ensinamentos a Ordem Unida de Enoque, para que meus eleitos vivam em consagração.

32. – Porventura, não estou eu, o Senhor, a enviar-vos outra vez, afim de trabalharem em minha vinha pela última vez?

33. Saibam, portanto, ó vós, a quem o segundo convite de meu evangelho na plenitude dos tempos é estendido nesses últimos dias, que novamente enviei meu servo Joseph, afim de recuperar a boa terra de minha vinha, mas seus herdeiros não reconheceram sua autonomia sobre meu campo, assim como os fariseus no meridiano dos tempos não reconheceram que sobre João Batista, repousava o espírito de Elias, de forma que meu povo na atualidade não reconhece que o espirito de meu servo Joseph repousa sobre os ombros de meu servo Maurício, e assim, rejeitam aquele que designei dentre meus servos para ser o mordomo fiel e prudente de quem falei que levantaria nos últimos dias em minha vinha e dele não lhe seriam tirado esta mordomia e chaves, tanto no mundo, bem como no mundo vindouro.

34. Entretanto, eis que vos digo, que lei da consagração que agora vos foi revelada com a chegada deste registro selado, deve ser observada por aqueles que aceitam ao meu convite, sendo a base fundamental de vossa fé neste antigo registro, o qual, fora em tempos de outrora, selado e preservado por mim, o Senhor, a fim de cumprir aquele sábio propósito que dantes vos falei, e que há de se cumprir em vós e na vossa geração, desde que cumpram estas minhas palavras – Amém!


© 2020 olivroseladooficial.org


pt Português
X